Quais ações comprar em 2020? Bom pessoal, vamos começar 2020. Se você quer começar a ganhar dinheiro com o mercado de ações, na melhor que estudar. E uma leitura altamente recomendada são os livros do Peter Lynch. Uma grande frase escrita por ele é: Por trás de cada ação há uma empresa. Descubra o que ela está fazendo.

Mas o que significa isso? Simples. Não olhe para a “ação da moda”. Não pense na nova Magalu. Pense em comprar ações de empresas de qualidade. Empresas que você se sentiria orgulhoso de ser sócio. Por que ao final, é isso mesmo. Quando você compra uma ação, vira o dono de uma fatia dela. Parte de seu patrimônio estará atrelado àquela empresa, e você colherá os louros das boas decisões e bons resultados dela, ou, amargará os infortúnios que ela sofrer no decorrer do caminho.

Pensando nisso, para te ajudar nesses primeiros passos, elaboramos um Guia de Como Escolher as Melhores Ações. Este guia vai te apresentar os principais critérios que eu utilizar para escolher as ações que compõem a minha carteira de ações.

 

Vale a pena investir em ações baratas e de baixa qualidade visando lucro?

Alguns me perguntaram nesses dias se eu compraria OIBR, por que estava custando centavos. A minha resposta é que eu JAMAIS compraria OI, e estou escrevendo isso hoje, um dia em que depois de meses de sufoco e suor a ação subiu. Quem se aventurou está colocando dinheiro no bolso hoje. Porém mantenho a minha posição. Eu JAMAIS investiria em uma empresa quebrada, com baixa qualidade de gestão, e que seus próprios administradores não possuem valor significante em participação acionária.

Essa empresa teve suas cotas vendidas por volta de R$250,00 cada. Na data de hoje, se encontra a R$0,94 centavos.

Um disclaimer aqui. Nada contra quem investiu. São estratégias diferentes. Ganhar dinheiro é ganhar dinheiro. Mas eu invisto para o longo prazo.

Mas afinal, em que tipo de ação investir? Quais ações comprar em 2020?

Avalie bem a empresa. Escolha uma empresa que você provavelmente poderá continuar sendo sócio pelo menos nos próximos 10 anos.

Depois disso, diversifique, pegue uma empresa do setor de bancos, indústria, aviação, construção, saúde, tecnologia, enfim, pegue a melhor de cada setor. Com uma carteira de 10 a 16 ativos, com boa escolhas, você estará protegido e exposto ao “risco” de ganhar dinheiro.

No exemplo de bancos, para elucidar eu coloco o gráfico de ITSA4 (Holding de Itaú). Vejam a consistência da valorização ao longo dos anos. Uma ação muito mais equilibrada.

 

Não esqueça, se você possuir uma carteira diversificada, as suas chances são muito melhores. O máximo que você pode perder em uma ação é 100%. Mas não existe teto máximo para os ganhos, você pode ganhar 50%, 100%, 1000%. Logo, uma carteira diversificada, com bons fundamentos, pode lhe trazer ótimos resultados para o longo prazo.

Agora, acelera, põe a bunda na cadeira e vai estudar. Vou começar a largar mais posts objetivos para vocês começarem a investir em ações.

Acompanha. Se gostar me fala nos comentários ou no direct do Instagram. Isso motiva a mandar ainda mais conteúdo.

Segue o tio 👉🏻@rico.navida

See ya.

 

*Nenhum dos exemplos utilizados no artigo é recomendação de compra. Você deve estudar pelos seus próprios métodos e chegar no ativo que melhor se adequa ao seu perfil.

Filipe Mallmann

É Conselheiro na Ordem dos Advogados do Brasil no RS, Presidente da Comissão de Direito da Tecnologia e Inovação da OAB/RS, gestor de contas corporativas no Pereira e Mallmann Advogados, e apaixonado por tecnologia e investimentos.

Deixe uma resposta